Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação
Você está aqui: Página Inicial / 16 Anos. Viva o Lar Transitório!

16 Anos. Viva o Lar Transitório!

O Grupo Espírita Batuíra comemorou neste 29 de agosto, 16 anos de inauguração do Lar Transitório Batuíra, que acolhe homens em situação de rua após submeterem-se a cirurgias em hospitais públicos de São Paulo. 1380 assistidos já passaram pela casa nestes 16 anos. Não por acaso, a unidade foi aberta neste dia, que também marca o nascimento do Dr Adolfo Bezerra de Menezes, o médico do pobres, em 1831. Clique e veja as fotos.

O aniversário teve bolo, refrigerante, mas principalmente palavras de agradecimento a todos, encarnados e desencarnados, que ajudaram - e ajudam-  na realização de um trabalho tão importante. O médico Eduardo Barato, diretor geral do Lar, relembrou a história da casa e as palavras de Spartaco Ghilardi, fundador do GEB, na data da inauguração, em 2002.

- Ele disse que estávamos assinando um contrato com data de início, mas não de fim. A manutenção do Lar é um compromisso de todos nós. Precisamos de toda a ajuda que a espiritualidade nos oferece, e hoje 16 anos depois, vemos quanto aprendemos e lutamos – afirmou Barato.

O doador do terreno onde o Lar funciona, Francisco Lucas Neto, presente à comemoração relembrou como sua vontade de construir uma casa de ajuda a pessoas doentes casou perfeitamente com o desejo do Grupo Espírita Batuíra de erguer um espaço de acolhimento transitório para moradores em situação de rua. 

- Não sinto como se tivesse feito algo especial. Sinto que a espiritualidade apenas encontrou alguém para começar o trabalho. Um compromisso que conta com verdadeiros guerreiros, envolvidos pelo sopro divino, que os faz continuar a obra.

Os presidentes da Diretoria Executiva e do Conselho de Administração,  respectivamente, Ronaldo Lopes  e Douglas M. Bellini, destacaram as peças mais importantes do Lar Transitório Batuíra.


Eduardo Barato e o benemérito Francisco Lucas Neto


- Os assistidos do Lar são o grande objetivo deste trabalho – disse Douglas.

- Agradeço a vocês e todos que já passaram por aqui, que ajudaram a colocar cada tijolo para que essa casa cumprisse seu papel – afirmou Ronaldo. 

  

O diretor Eduardo agradeceu aos assistidos e amigos do Lar Transitório do GEB.             Eduardo e Douglas Bellini.

Os atuais moradores, os ocupantes dos 13 leitos oferecidos, também participaram da comemoração. Aprenderam um pouco mais da história dessa casa, que graças à dedicação e ao amor de funcionários, voluntários e benfeitores espirituais, tornou-se um verdadeiro lar para eles.

  • Texto e Fotos de Simone Queiroz.