Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Notícias

Notícias

Notícias deste site

Am@r digital

Graças à ação de voluntários do Grupo Espírita Batuíra, mais jovens carentes de Vila Brasilândia estão dando os primeiros passos no universo da informática. O curso que era oferecido apenas aos sábados, agora abriu uma nova turma às quartas-feiras, permitindo atender a demanda, que todo semestre é sempre alta.

O curso ensina a explorar recursos do pacote OFFICE, conjunto de programas como Excel, Word, Powerpoint , entre outros, frequentemente exigido em diferentes vagas de emprego.

 Ao todo, 36 jovens estão frequentando às aulas nos dois dias. A turma de quarta-feira, com 18 alunos, só pode ser aberta com a chegada de 3 novos voluntários, além dos 4 que já se dedicavam nos finais de semana. Sylvia Bruin, diretora-adjunta de orientação e formação da Unidade Dona Aninha, comemora a ampliação do atendimento:

 - A procura por vagas no Curso de informática sempre foi grande. O curso é inteiramente gratuito, e além do trabalho dos voluntários, contamos também com o fornecimento gratuito das apostilas pela Green Informática, que ainda concede o certificado, muito importante para o currículo dos alunos - explica Sylvia.

 Flavio Della Torre, voluntário do Grupo Espírita Batuíra, é um dos professores e sente-se muito gratificado pelo trabalho:

 - Vemos os alunos muito motivados, inclusive porque o curso vai além dos programas Windows e Office. Ensina sobre o universo da internet, explorando conceitos de ética e segurança, abrindo perspectivas para o mercado de trabalho.

 

Ao longo do curso, os alunos também participam de dois módulos extras.Um deles visa prepará-los para entrevistas de emprego. Através de dinâmica de grupo, eles simulam uma entrevista, treinam respostas a perguntas difíceis, normalmente feitas a candidatos a vagas. O outro módulo é sobre Educação Financeira, cujo objetivo é ensinar os alunos a lidar de forma responsável com o dinheiro. Como vemos, está tudo conectado: informática, melhoria do currículo, preparação para o mercado de trabalho e, quando o emprego é conquistado, o uso responsável dos recursos financeiros.

 Todo esse aprendizado é importante, ainda mais para jovens da periferia, onde as oportunidades são escassas, o que acaba muitas vezes provocando a repetição de um ciclo de pobreza e até miséria.

 Alessandra Aparecida Silva Pires, de 15 anos, está muito feliz com a oportunidade de frequentar as aulas no GEB, na turma de quarta-feira:

 -O conteúdo é mais amplo que em outros cursos. Eu já tinha noções de informática, e estou aumentando muito meus conhecimentos. Estou à procura de emprego para ajudar minha família, já que na minha casa, das seis pessoas, apenas duas estão trabalhando. Tenho certeza que o certificado que vamos receber vai dar peso ao meu currículo - conta Alessandra, que além do Curso de Informática, frequenta as palestras doutrinárias de quinta à tarde, e domingo de manhã.

 Para quem sonha em ser jornalista, o curso também representa uma porta para o caminho a ser trilhado. É assim que Ryan Vicente da Conceição, de 17 anos, pensa.

 - Estou adorando o curso. Os professores explicam muito bem, dão atenção a todos na sala de aula. Eu já terminei o ensino médio e me faltava um certificado de informática. Eu quero ser jornalista esportivo, trabalhar em jornal ou como comentarista na tv, e acho que tudo que estou aprendendo vai ser útil, não só na minha profissão futura, como agora que estou procurando emprego para ajudar minha família - comemora Ryan.

 Na casa dele, moram 5 pessoas. Pai, mãe, dois irmãos e ele, e apenas um está empregado. Pagar um curso, como o oferecido gratuitamente pelo GEB, seria impossível. 

 Então, nosso muito obrigado aos voluntários, que encontraram entre suas atividades, tempo e disposição para doar um pouco do que sabem a quem deseja e precisa muito aprender.   

  • Texto de Simone Queiroz
  • Publicado no Batuíra Jornal nº 137

Suely Caldas Schubert no GEB

O Grupo Espírita Batuíra registrou com alegria a visita, em 15 de setembro, de uma das grandes referências no Movimento Espírita, sobretudo quando o assunto é mediunidade: Suely Caldas Schubert. Oradora e escritora, Suely, que mora em Juiz de Fora, Minas Gerais, escolheu o tema “A Consciência Espiritual das Leis de Deus” para palestra, que lotou não só o auditório como também a recepção da Unidade Doutrinária Spartaco Ghilardi, onde por uma tv, o público pode acompanhar.

Suely lembrou que, como espíritas, temos mais consciência que outros irmãos cristãos, que ainda acreditam em uma única existência, e portanto, não sabem que nascemos para evoluir. O Espiritismo, explicou ela, nos leva a pensar grande, a pensar que estamos aqui por um projeto, e que cada existência é importante no conjunto.

- Temos que ler e estudar mais, porque o conhecimento nos dá uma visão feliz do universo, nos damos conta de que somos cidadãos do universo.

Gota e o oceano

A palestrante citou a pergunta 621 de O Livro dos Espíritos:Q. 621:  Onde está escrita a lei de Deus. EV: “Na consciência.”

E complementou afirmando que a nossa consciência é a base do espírito imortal, porque nela está o arquivo da nossa vida pregressa.

Suely citou o pensador indiano Rumi, autor da frase "Você não é uma gota no oceano. Você é um oceano inteiro numa gota”, para explicar nossa relação com Deus:

  

- Podemos dizer que somos gotas, e o oceano é Deus. Então o oceano está contido em nós, as gotas, tanto quanto nós estamos contidos no oceano. Portanto, Deus está em nós quando estamos em Deus.

Na ocasião, Suely Caldas Schubert deu entrevista especial para Batuíra Jornal. Acompanhe.

BJ: Como a senhora tomou consciência da sua mediunidade? Quantos anos a senhora tinha?

SCS: Tomei conhecimento da minha mediunidade aos poucos. Eu comecei a trabalhar na área com 16 anos, quando comecei a aplicar passe. Comecei aplicando passe. Naquela época não havia, como hoje, grupos de estudos da mediunidade. Eu tinha grupo de estudos porque, sendo de família espírita, o meu pai tinha uma biblioteca muito vasta e eu li muito sobre isso. De maneira que quando eu comecei, eu já tinha uma base pelo menos de conhecimento.

BJ: Qual o significado da mediunidade na sua vida?

SCS: A mediunidade significa pra mim um instrumento de trabalho. Eu escrevi um livro que eu coloquei o título “Mediunidade, caminho para ser feliz”. No trabalho mediúnico, no trabalho de doação às pessoas, a pessoa vai conseguir uma alegria, uma felicidade, que a gente não consegue traduzir. Agora, é imprescindível estudar, participar. Não é assim ‘ah, porque eu tô vendo espírito’ e já pensa que tem condições para frequentar um grupo mediúnico. Tudo isso precisa ser feito em etapas apropriadas para conhecimento.

BJ: É uma prova ou uma expiação?

SCS: Nem uma, nem outra. Eu tenho procurado desconstruir essa ideia de mediunidade como prova. Não é a real. Quando uma pessoa ao participar da mediunidade, trabalhando, se ela tem algum tipo de sofrimento, esse sofrimento faz parte da vida dela. Não é por causa da mediunidade. Ela tem uma vida de provações ou uma vida de expiações. Nesse caso, a mediunidade está inserida nesse contexto. Portanto, não é a mediunidade que faz, é a vida da pessoa, o contexto da vida da pessoa. E com isso ela pode, no trabalho mediúnico melhorar. Melhorar essa situação de sofrimento. Ela abre caminho para melhorar.

BJ: Kardec diz em O Livro dos Médiuns que somos todos médiuns. Como devemos entender essa informação?

SCS: Todos somos médiuns no sentido de que captamos energias, emitimos energias, captamos pensamentos e emitimos pensamentos. Nesse sentido nós somos médiuns, não conscientes disso. No momento, em que a pessoa começa a ter consciência disso, que está captando pensamento, que está tendo a possibilidade de ouvir, de ver espíritos, ela pode estar tendo um indício da mediunidade. A mediunidade está desabrochando, mas aí vem um grande problema. Pode ser também que aí comece um processo obsessivo. É preciso procurar uma casa espírita e ali a pessoa vai expor a sua condição, e vai ser orientada. Porque cada caso é um caso. Dizer aqui que é sempre assim não seria correto. Nós temos que analisar o caso, a pessoa, a personalidade, a vida que ela tem, uma série de circunstâncias para ter uma noção. 

BJ: A mediunidade deu alegrias para a senhora?

SCS: Só alegria. Eu nunca tive nenhuma dor, nenhum sofrimento que eu atribuí à mediunidade. Pelo contrário, a mediunidade… eu não sei viver a minha vida sem o trabalho mediúnico. Mas acima de tudo está a doutrina. Eu não coloco a mediunidade acima da doutrina. Não! O Espiritismo, o Evangelho do Cristo à luz da Doutrina Espírita está em primeiro lugar na minha vida.

E ao término da entrevista, disse:

SCS: Fico muito feliz de estar aqui com vocês do Grupo Espírita Batuíra, desejando muita paz e muita luz para todos. Muito obrigada.

 

Ao final da palestra, Suely autografou suas obras no auditório do Grupo Espírita Batuíra.

  • Texto e fotos de Simone Queiroz.
  • Publicado no Batuíra Jornal nº 137

Leia nesta edição

Lar Transitório completa 17 anos de existência. Na Brasilândia: novos voluntários e alunos em Vila Brasilândia no Curso de Informática. Suely Caldas Schubert fez palestra no GEB. No Baú de Memórias, conheça a história do poço de Vila Brasilândia. Faça o download acessando a aba Batuíra Jornal neste site. Saiba mais

15 anos do Coral Interlúdio

O Coral Interlúdio do Grupo Espírita Batuíra completou 15 anos ininterruptos de atividades. Comandado por sua maestrina Eliana Galassi, os seus integrantes fizeram uma festa bonita no Hotel Fonte Colina Verde, na cidade paulista de São Pedro. Saiba mais.

O Coral Interlúdio, originalmente denominado Allegro, completou 15 anos em 2019, sob a batuta da maestrina Eliana Galassi. Criado em outubro de 2004 com voluntários e frequentadores do Grupo Espírita Batuíra, situado no bairro das Perdizes em São Paulo.

Em seu início, o coral contava com 15 pessoas, sem qualquer formação musical. Hoje, é composto por 21 integrantes com conhecimentos básicos de teoria musical e técnica vocal.

  

Para comemorar o aniversário, o Coral se apresentou no Hotel Fonte Colina Verde, na cidade paulista de São Pedro. Com carinho e muita emoção, homenagearam a maestrina Eliana, entregando-lhe placa de prata comemorativa pelos 15 anos de dedicação e amor pela música, sendo o principal elo para manter este grupo unido em um coro musical.  

O Coral INTERLÚDIO conta com um repertório de mais de 130 peças, populares e eruditas, lidas e executadas; já realizou cerca de 160 apresentações em diversos locais, tais como: creches, asilos, ONGs, hospitais, bibliotecas, shopping centers, igrejas, congressos, parques, entre outros.

17 anos de Lar Transitório

O Lar Transitório completou 17 anos de fundação. Assistidos, colaboradores, amigos, funcionários e frequentadores do GEB se reuniram para comemorar a data, cujo resultado é muito amor, dedicação, compromisso e trabalho. Saiba mais.

A Casa de Cuidados Lar Transitório Batuíra foi fundada em 29 de agosto de 2002. Na verdade, ainda o primeiro tijolo não havia sido colocado na construção do Lar Transitório, mas a casa de cuidados muito antes já era pensada no plano espiritual.

  

Os assistidos do Lar Transitório são cuidados com muito amor, dedicação, compromisso e trabalho.

Assim começa a linda e inspiradora história da Casa de Cuidados Lar Transitório Batuíra, localizada no bairro da Bela Vista, na cidade de São Paulo. Quando Chico Xavier deu orientação ao Sr. Spartaco Ghilardi para a criação da casa espírita e cujo patrono seria Batuíra, indicou também que deveria ser criada uma unidade assistencial para atendimento aos pobres e necessitados.

Estava plantada a semente do Lar Transitório, que floresceria com a ajuda material de várias pessoas, uma doou o terreno, outras a mão de obra e o material para construção do prédio. A cada conquista, o plano espiritual ia orientando e ajudando para uma nova vitória.

Da esquerda para a direita: Dr. Ricardo, Dr. Gustavo, Luiz Mello, Dr. Eduardo Barato, Dr. Francisco Lucas Neto, Elias, Hildebrando e Junior prestigiaram a comemoração dos 17 anos do Lar Transitório, na Bela Vista.

Ao cumprimentar os presentes, em especial os assistidos, Eduardo Barato, diretor médico responsável pela administração da Casa, ressaltou que o Lar é um espaço físico da moradia, mas afeto e amor é que transformam os limites das paredes em um lar.

Para marcar a data, um delicioso bolo especial foi servido aos assistidos e aos presentes.

Fotos: Marcia Zaninotti

Terceira Idade aplaude Coral Interlúdio

Muito aplaudido, o Coral Interlúdio do Grupo Espírita Batuíra se apresentou, a convite, no Encontro Anual da Terceira Idade na Região Lapa, na tarde do dia 23 de agosto último, no auditório da Seicho-No-Ie da Lapa. Saiba mais.

Os participantes do Encontro Anual da Terceira Idade na Região Lapa aplaudiram, com muito entusiasmo, a belíssima apresentação do Coral Interlúdio, sob a regência da maestrina Eliana Galassi.

Ronda Noturna: amor num café com leite quente

Para quem mora nas ruas, o inverno é um desafio à sobrevivência, o que torna o trabalho da Ronda Noturna do Grupo Espírita Batuíra ainda mais importante. Conheça aqui o trabalho desses voluntários. Saiba mais.

Que inverno! Quantos dias com baixas temperaturas temos tido este ano, não é? Para quem tem agasalhos, come sempre quando tem fome, e conta com uma cama quentinha e um teto seguro, a estação mais fria do ano pode ser interessante. Mas para quem mora nas ruas, o inverno é um desafio à sobrevivência, o que torna o trabalho da Ronda Noturna do Grupo Espírita Batuíra ainda mais importante.

 “Boa noite, irmão, aceita um café com leite, um cobertor?”

É assim que os 130 voluntários do trabalho abordam mulheres e homens – eles a imensa maioria – com a oferta do que supre a necessidade imediata contra a fome e o frio. Ao longo de todo o ano, as equipes prestam ajuda de segunda a quinta e aos sábados, em diferentes regiões da cidade.

 - Normalmente são 12 rondas por mês, mas no inverno, aumentamos para 21, a fim de atender os necessitados, - explica Sérgio Thomaso, coordenador da Ronda Noturna há 8 anos.

Distribuem-se em média por ano, 3400 litros de café com leite, 20 mil lanches – com pão feito pelos alunos do Curso de Panificação do GEB, em Vila Brasilândia - 3500 cobertores, 10 mil peças de roupas. Alguns grupos ainda incrementam a doação com bolachas, água. No Natal passado, os voluntários cotizaram e deram mini panetones aos assistidos.

O atendimento à população de rua foi instituído no Grupo Espírita Batuíra há 22 anos. Após uma Distribuição Semestral, sobraram cobertores, que foram dados a moradores de rua, por recomendação de Doutor Bezerra de Menezes, através da mediunidade de Spartaco Ghilardi. Os voluntários gostaram tanto da ideia, que virou um trabalho rotineiro na casa.

Como lembra Sérgio Thomaso, a iniciativa vai muito além da doação material:

- O trabalho mostra às pessoas que estão na rua, que apesar das condições de vida tão ruins, elas são lembradas e amadas. Os voluntários deixam suas casas, famílias para se dedicarem aos necessitados e isso toca o coração sofrido dessas pessoas. Uma palavra, um olhar, a conversa acalmam e dão estímulo a almas sofridas – explica o coordenador.

Quem ganha mais

O trabalho e a dedicação dos voluntários fazem diferença para quem tem uma vida com tantas privações, mas sem dúvida, eles são igualmente, ou até mais, beneficiados, porque têm a chance de aprender sobre o amor ao próximo na prática. Como reclamar da vida diante de quadros tão dolorosos?

Antonio Garrido Brusco, de 78 anos, está na Ronda desde o início. Conta que faz com muita satisfação o atendimento aos irmãos de rua:

- A gente se preocupa muito nessa época do frio, e procura dar carinho e atenção, é uma maneira de atenuar o sofrimento, de quem, em alguns casos, tem na vida sem casa um compromisso reencarnatório. A ronda também promove a união da minha família. Minha filha está na mesma equipe de voluntários que eu. E meu filho é quem me ajuda a preparar o leite que servimos.

Voluntárias do trabalho Ronda Noturna preparando os lanches para distribuição aos moradores de rua.

Lições para todos

Quem participa da Ronda Noturna, como de todo trabalho assistencial voluntário, coleciona histórias de grande conteúdo moral, que ensinam a ver a vida de outro ângulo, e valorizar o ser humano.

Permitam um depoimento pessoal desta que escreve. Numa noite fria de sábado, quando integro uma das equipes da Ronda, atendi um rapaz na calçada de uma praça, perto da Santa Casa de Misericórdia. Limpo, sóbrio, cabelo cortado, via-se que fazia pouco tempo estava na rua. Meu coração apertou. Do carro vermelho do GEB tirei o cobertor, e ele pediu que por cima, colocasse um plástico, que ele já tinha, para no caso de chover, não molhar sua única coberta. Meu coração apertou ainda mais. E quase instintivamente, disse:

- Ah irmão, quanto sofrimento... 

E ele, também instintivamente, me respondeu:

- É irmã, mas sofrimento traz entendimento.

Aí, meu coração se acalmou. O que levamos anos estudando nos livros, acabava de ser ensinado na prática por alguém que parecia ter perdido tudo... menos a resignação. Quem você acha, que naquela noite, foi o mais assistido? Simone Queiroz.

  • Texto de Simone Queiroz
  • Publicado no Batuíra Jornal nº 136


Visita ao Memorial Spartaco Ghilardi

Em 12 maio último, Spartaco completaria 105 anos, e para homenageá-lo, integrantes do Grupo de estudos de O Evangelho Segundo o Espiritismo visitaram o Memorial. Foi uma das atividades de encerramento das turmas, após dois anos de estudo da obra codificada por Allan Kardec. Saiba mais.

Quem o conheceu, não o esquece. Quem nunca o viu, mesmo assim o admira pela história que escreveu com trabalho e dedicação ao Grupo Espírita Batuíra. Um pouco da trajetória familiar e do mandato mediúnico de Spartaco Ghilardi, principal fundador do GEB, está contado no Memorial Spartaco Ghilardi, na Unidade Apinagés, em Perdizes.

Em 12 maio de 2019, Spartaco completaria 105 anos, e para homenageá-lo, integrantes do Grupo de estudos de O Evangelho Segundo o Espiritismo visitaram o Memorial. Foi uma das atividades de encerramento das turmas, após dois anos de estudo da obra.

Para muitos alunos, foi a primeira no Memorial, que contém fotos, documentos e livros que, remontam a história do médium e do próprio Grupo Espírita Batuíra, nesses mais de 55 anos de fundação.

O grupo contou com a presença do Diretor Doutrinário e 1º. Vice-presidente do Batuíra, Geraldo Ribeiro, que relembrou fatos da vida de Spartaco, com quem conviveu por cerca de 30 anos. Ele contou inúmeros casos envolvendo a mediunidade do amigo, usada sempre a serviço do próximo.

Alunos, como Sueli Batista e Maria Alice Cruz, adoraram a atividade. 

-  Aprendemos muito sobre o que sr. Spartaco fez. Foi ótimo. Acho que todos que frequentam o Grupo Espírita Batuíra deveriam visitar o Memorial – disse Sueli. 

- As histórias contadas pelo Geraldo deram um colorido especial ao encontro porque nos transportaram àquela época vivida. Adorei saber das cartinhas que Spartaco escrevia! Que carinho! Que dedicação! Que exemplo – contou Alice.

Para Norma Rosa foi mais que um compromisso na agenda das turmas. Foi sua terceira visita ao Memorial, agora como facilitadora do grupo de estudos do ESE.

- Acho ótima a ideia do espaço, tudo feito com muito capricho, desde as fotos e livros, até o papel do bombom que Sr. Spartaco deu à esposa com o nome dela, Zita. Cada visita me trouxe um aprendizado diferente.

Visite o Memorial Spartaco Ghilardi

Agende com Sandra Salvitti, pelo telefone: 97205-13-33


  • Texto de  Simone Queiroz
  • Publicado no Batuíra Jornal nº 136

Lar Transitório: A volta aos bancos escolares

Ter a oportunidade de aprender a ler. Ou de reaprender o que foi esquecido ao longo da vida onde a prioridade foi a sobrevivência. Esse sonho vem se tornando realidade para os assistidos da Casa de Cuidados Lar Transitório Batuíra, com o Programa de Inserção através da Arte e da Educação. Saiba mais.

Para a professora Valéria Aparecida do Amaral a experiência tem o mesmo encanto. 

As aulas de alfabetização são lúdicas, com jogos de rimas, caça-palavras, bingo de multiplicação, leitura de poesias. E incluem lição de casa, que nenhum dos 12 assistidos em tratamento na Casa deixa de fazer. 

“Fiz uma sondagem com os assistidos e verifiquei que a maioria tinha frequentado a escola, mas desistido antes da quinta série. Elaborei um projeto lúdico, motivacional, que busca resgatar a autoestima. Eles aprendem e relembram língua portuguesa e matemática, além de refletirem sobre a importância de continuar aprendendo”, explica Valéria.

Valéria teve varíola quando pequena e frequentou uma escola especial, abandonou os estudos quando se casou, mas voltou a estudar e se formou em pedagogia no ano passado, aos 63 anos. 

De acordo com a gerente Lar, Rosa, o reforço na alfabetização é importante para a reinserção social dos assistidos que estão em situação de exclusão social e são tratados após terem se submetido a intervenções cirúrgicas. 

“Eles recebem aqui tratamento com psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais com o intuito de iniciarem um novo projeto de vida. O curso de alfabetização vem somar ao que já é feito em outras terapias”, afirma.

 

Com a palavra, os assistidos:

 

José Luis de Oliveira                                                   Jefferson da Silva

José Luiz de Oliveira, de 43 anos, está no Lar se recuperando da amputação de um dedo do pé esquerdo e um do pé direito. “Estudei até a quarta-série. Trabalhei com serralheria industrial, aprendendo a calcular e medir. Sabia ler, mas tenho dificuldade para escrever.  E a primeira palavra que quero aprender a colocar no papel é gratidão”.

Reginaldo Costa Carvalho, de 32 anos, fraturou a perna esquerda e o braço esquerdo após cair do muro. “Estudei até a sexta série e agora estou relembrando português e matemática.  É importante estar informado para fazer entrevistas de emprego” 

Jefferson da Silva, de 39 anos, se recupera de uma fratura no calcanhar. “Estudei até o terceiro colegial, e frequento as aulas para relembrar e ajudar os outros. Está sendo de grande ajuda.  Quero fazer faculdade de turismo no futuro”.

  • Texto de Rita Cirne.
  • Publicado no Batuíra Jornal nº 135.

Acesse a edição eletrônica

Leia nesta edição: calor humano: ronda noturna; reunião de dirigentes de reuniões mediúnicas promove intercâmbio; 110ª distribuição semestral: missão cumprida; uma visita cheia de história no Memorial Spartaco Ghiliardi. Confira estas e outras notícias na edição eletrônica. Faça o download acessando a aba Batuíra Jornal neste site. Saiba mais

AGO aprova contas de 2018

As contas e os relatórios das atividades da Diretoria do GEB referentes ao exercício de 2018, após parecer favorável do Conselho Fiscal, foram aprovadas nesta última terça-feira (18), às 20h, no auditório da Unidade Spartaco Ghilardi, pelos associados e fundadores efetivos. Saiba mais.

Com a presença de associados e fundadores efetivos, realizou-se nesta última terça-feira (18) a 73ª Assembleia Geral Ordinária, conforme convocação do Conselho de Administração do Grupo Espírita Batuíra.

A sessão foi instalada às 20 horas, em segunda convocação, no auditório da Unidade Spartaco Ghilardi, pelo presidente do Conselho de Administração Douglas Musset Bellini. Foram escolhidos como dirigentes da 73ª AGO, Douglas Musset Bellini, como presidente e Claudio Luiz de Florio e Jorge Chrypko, designados como primeiro e segundo secretários, respectivamente.

A partir da esquerda: Jorge, Thatiana, Douglas, Ronaldo e Claudio.

Após a prece inicial feita pelo primeiro vice-presidente Geraldo Ribeiro e de breve saudação aos presentes, Douglas destacou que o objetivo da reunião era o de dar conhecimento aos associados e solicitar de todos a apreciação e votação do relatório de atividades e as contas da diretoria referente ao exercício encerrado em 2018, bem como acompanhar o parecer do Conselho Fiscal, conforme os estatutos do GEB.


Ao fazer essa breve explicação, designou o segundo secretário Jorge Chrypko para que fizesse a leitura do relatório de atividades.Coube ao primeiro secretário Claudio Luiz de Florio apresentar detalhadamente o resultado financeiro do período. Em seguida, a conselheira efetiva Thatiana Ghenis Viana leu o parecer recomendando a aprovação das contas emitido pelo Conselho Fiscal, composto por Robson Ferreira, ela própria e Fernando Pessoa Santin.


Em seguida às sequências de leituras do relatório, da apresentação do resultado financeiro e do parecer do Conselho Fiscal, o presidente Douglas Bellini colocou a matéria em votação, que foi aprovada, por unanimidade, pelos membros da 73ª Assembleia Geral Ordinária.

  

Antes do encerramento da AGO, o presidente executivo Ronaldo Martins Lopes aproveitou para ressaltar o enorme trabalho realizado por todos os voluntários, colaboradores e amigos e agradecer o esforço de todos para atingir os objetivos do GEB, o que foi corroborado pelo presidente da AGO e do Conselho de Administração Douglas Musset Bellini. A prece de encerramento coube ao conselheiro Marco Antonio dos Santos.

Doações que transformam vidas

Com o tema "Doações que transformam vidas" o GEB atendeu no último domingo 316 famílias, com um total de 1.383 pessoas, durante a 110ª Distribuição Semestral, realizada na Unidade Dona Aninha, em Brasilândia. 12 toneladas de alimentos, 687 cobertores, 14.548 peças de roupas diversas, 3.859 pares de calçados e muito amor para os nossos assistidos. Saiba mais!

Doações que transformam vidas!

Domingo, dia 9 de junho de 2019: Tudo pronto na Unidade Dona Aninha, complexo assistencial do Grupo Espírita Batuíra em Vila Brasilândia. Voluntários já estão preparados para receber, com muito carinho, as famílias assistidas que participarão da distribuição semestral.

Logo pela manhã, os assistidos já se aglomeram na entrada da Unidade Assistencial Dona Aninha, ansiosos para serem recebidos, com muito carinho e muito amor, pelos dirigentes e voluntários do GEB.

Às 8 horas da manhã as famílias são recebidas no interior da Unidade, com um saboroso café da manhã, para espantar o frio do domingo de junho, na Vila Brasilândia.

   

Em cada expressão facial de nossos assistidos, a certeza e a expectativa de que serão recebidos com muita alegria e respeito pela equipe do GEB, que há 55 anos, sempre em junho e dezembro, repetem esta verdadeira festa da caridade e de amor ao próximo, como recomendou o nosso mestre Jesus.

Com a construção do novo prédio, a direção da unidade criou uma nova logística para o atendimento das 316 famílias, aproveitando o espaço do estacionamento para fazer a montagem própria para o acolhimento dos assistidos.

     

Os voluntários, sempre com sorriso nos lábios, ajudam os assistidos a levar suas doações até aos ônibus fretados que os conduzirão de retorno aos seus lares.

Os assistidos recebem suas doações e caminham para os ônibus que ficam estacionados em frente à Unidade Dona Aninha, que os levarão de volta para as suas casas.

    

As crianças são um presente para todos nós do GEB. Nesta distribuição de junho foram atendidas 617 crianças do total de 1.383 pessoas acolhidas entre as 316 famílias inscritas no programa Família Assistida. Uma verdadeira riqueza!

Sábado, dia 8 de junho - Transporte das Doações para a Brasilândia

No sábado que antecede a distribuição, voluntários se reúnem para transportar para a Unidade Dona Aninha, em Brasilândia, as doações de roupas, cobertores e calçados, acondicionados em sacos, que são separados na Unidade Apinajés, durante todo o primeiro semestre do ano. 

   

Dezenas de voluntários se apresentam às 7h30 da manhã do sábado e ajudam a transportar para a Brasilândia as doações.

Doações chegando na Unidade Dona Aninha, em Brasilândia

Completado o trajeto entre as unidades Apinajés e a Dona Aninha, é hora de acomodar todos as embalagens com as doações em Brasilândia para o distribuição no domingo. Nossos voluntários são incansáveis no trabalho de transporte.

    

É emocionante ver a disposição e a vontade dos nossos voluntários em ajudar transportar as doações que farão a alegria dos assistidos na distribuição do dia seguinte.

Voluntários que trazem no seu sorriso a vontade de ajudar o próximo. 

Sábado, 8 de junho - Empacotamento de alimentos

Enquanto uma parte de voluntários está se encarregando do transporte das doações de roupas, dezenas de outros voluntários já se encontram na Unidade Dona Aninha, no sábado pela manhã, na preparação da embalagem de alimentos.

Alimentos como cebola, batata, banana e outros são acondicionados em saquinhos plásticos para a distribuição.É um trabalho precioso que prestam os voluntários nesta etapa da preparação do evento de domingo.

    

Toda a ajuda é bem-vinda! E todos trabalham com muita alegria e vontade. Batuíra já recomendava: trabalho, trabalho, trabalho!

  • Fotos: agradecimento especial à equipe de fotógrafos voluntários: Carolina Kurcis, Danilo Ramos e Flávio Della Torre e Salih Ceran.

73ª Assembléia Geral Ordinária

O Grupo Espírita Batuíra convoca seus associados, fundadores efetivos, para a 73ª Assembléia Geral Ordinária a ser realizada no dia 18 de junho próximo (terça-feira), às 19h30, para apreciação e votação do relatório de atividades e contas do exercício de 2018. Clique aqui e acesse o edital completo e os documentos.

Relatórios do Exercício de 2018

  • Relatório de Atividades de 2018
  • Demonstrações Contábeis 2018 x 2017
  • Balancete de Verificação Anual 2018

 

Clique no link abaixo e tenha acesso a todos os documentos: 

 

http://geb.org.br/quem-somos/estatuto-e-atas/relatorios-do-exercicio-de-2018

Grupo de estudo: faça sua inscrição

O GEAK - Grupos de Estudo Allan Kardec do GEB abriu inscrições para o estudo sistemático do livro O Evangelho Segundo Espiritismo. São dois anos de imersão nesta importante obra. Os encontros serão sempre às terças-feiras, com duas turmas: tarde e noite, a partir de 13 de agosto próximo. As inscrições estão abertas na Livraria do Unidade Caiubi ou neste site. Clique e saiba mais.

Está pronto o novo prédio em Brasilândia

Novo prédio em Vila Brasilândia abriga projetos educacionais e profissionalizantes; o legado do XIII Ciclo de Palestras Espíritas; assistidos do Lar Transitório ganham aulas de alfabetização e reforço escolar; vem aí a Distribuição Semestral de inverno. Confira estas e outras notícias na edição eletrônica. Faça o download acessando a aba Batuíra Jornal neste site. Saiba mais.

Colabore!

O Grupo Espírita Batuíra iniciou a campanha para a sua 110ª Distribuição Semestral de Junho. Serão 300 famílias, totalizando 1mil e 600 pessoas assistidas. Colabore doando arroz, feijão, açúcar, sal, óleo de cozinha, macarrão, fubá, cobertores. Há opção de escolher um dos kit de doação na Livraria ou neste site. Saiba mais.

Se preferir, escolha um dos kit acima e faça sua doação na Livraria da Rua Caiubi nº 1306 ou por depósito bancário, conforme os dados abaixo:

 

  • Após realizar a doação, envie um e-mail para captacao@geb.org.br com seus dados para confirmarmos o depósito.

Brasilândia de cara nova

A obra de ampliação da Unidade Assistencial Dona Aninha está pronta para o uso de nossos assistidos e frequentadores em Vila Brasilândia e foi entregue em reunião singela realizada no local, às 10 horas do dia 25 de abril, pela diretoria e conselho do GEB. Saiba mais!

 

Iniciada em 16 de janeiro de 2018, a ampliação da Unidade Dona Aninha, em Vila Brasilândia, foi entregue para uso dos assistidos e frequentadores em 25 de abril de 2019, data em que o GEB celebra 48 anos da colocação da pedra fundamental da Unidade. É o GEB atualizando sua proposta de amor no tempo e nas necessidades, que mudam com o passar dos anos.

No simbolismo da entrega da chave, construindo um futuro com tijolos e muito amor

  

O presidente Ronaldo Lopes, após prece de agradecimento, recebeu das mãos do presidente do conselho de administração Douglas Bellini, coordenador da comissão de obras, a chave do prédio que, em ato contínuo, a repassou para o diretor da unidade Luiz Mello.

Luis Mello, em pé, explicou que a data e o horário para a entrega da obra pronta foram escolhidos por um significado especial: há 48 anos, no dia 25 de abril de 1971, às 10 horas, neste mesmo local, foi lançada a pedra fundamental do núcleo assistencial de Brasilândia, com a presença do médium Spartaco Ghilardi e membros da diretoria do GEB da época.

Coube ao conselheiro Marco Antonio Pereira dos Santos emocionar os presentes ao trazer a beleza e a riqueza dos versos de Gibran Kalil Gibran contido no poema “Dádiva”, bem como a lembrança da mensagem de Batuíra, inserida no livro “Coragem”, psicografado por Chico Xavier, onde recorda as palavras do apóstolo Paulo sobre a caridade, ao dar ênfase “que sem amor, permaneceremos ilhados em nossa própria inferioridade, inabilitados para qualquer ascensão à felicidade verdadeira com as bênçãos da Luz.”

 

Douglas, por sua vez, assinalou que com a entrega simbólica das chaves da nova edificação, estava descontinuando a atividade de todos os integrantes do grupo para a construção da obra, agradecendo a confiança da diretoria e do conselho em entregar a ele a coordenação para a construção de mais uma casa em nosso torrão do amor, que é a Brasa, deixando na saudade e no marco, mais uma obra na casa de pedra de Batuíra, que com certeza já estava erigida há muito tempo no mundo espiritual, como nos informou o nosso querido Spartaco.

A comissão de obras que trabalhou neste empreendimento foi composta por Douglas Bellini, Jailton da Silva, ambos do Conselho de Administração e Luiz Mello, Francisco Colloca e Hildebrando Júnior, todos da diretoria executiva. 

Douglas já havia integrado a comissão formada em 1970 pelo GEB que analisou a instalação do núcleo assistencial em Brasilândia. Esteve presente, inclusive, na colocação da pedra fundamental da unidade em 25 de abril de 1971, ao lado de antigos companheiros, destacadamente Spartaco Ghilardi.

Amor + tijolos: Brasilândia de cara nova

 

   

O velho barracão deu lugar a este prédio de três pavimentos, com piso, janelas colocadas, pintado... uma beleza! A reforma em Vila Brasilândia, com envolvimento de nossa comunidade em doações e trabalho confirmou os propósitos do GEB, uma casa empenhada em levar o bem-estar aos mais necessitados. Como diz o lema: Nosso Projeto. Sua Obra!

Linha do Tempo

2018 - 16 de janeiro de 2018: Um dia após completar 54 anos de fundação, começa a reforma em Brasilândia com a retirada das telhas do velho barracão que ficava no fundo do estacionamento. Ele foi inteiramente removido para dar espaço ao novo prédio de três pavimentos entregue para uso em 25 de abril de 2019.

      

2018 Final de janeiro: Obras de fundação e bate estacas em pleno andamento.

2018 Março: Ferragens e preparação das estruturas em andamento.

2018 Maio: O chão do térreo ficou pronto. Com pé direito de 3,20 m, já dá pra imaginar a sensação de espaço e amplitude que  teremos aí, quando tudo estiver pronto. No novo prédio, haverá espaço para depósitos e salas de aula.

2018 Junho: piso térreo, onde estava o antigo barracão. Neste mesmo mês, este espaço já foi utilizado para abrigar a 108ª Distribuição Semestral. Tudo com muito amor e carinho.

2018 Junho: Segundo pavimento interno já se encontrava preparado para a continuidade da obra.      

2018 - Julho - Agosto - Colunas já estavam içadas para a construção do último pavimento da obra em Vila Brasilândia. 

2018 - Outubro -  Estruturas prontas. Começa o desenho da obra com três pavimentos.     

2018 - Novembro - Dezembro: Começam os detalhes do acabamento interno.

 2018 - Dezembro: Pavimento térreo da nova obra é usado para a 109ª Distribuição Semestral de Natal.

 2019 - Janeiro: um ano após o início das obras, o antigo barracão já se transformou em um prédio de três pavimentos.

 2019 - Fevereiro: Acabamento interno ganha ritmo acelerado.  

 2019 - Março: Vidros colocados. Últimos detalhes de acabamento. Tudo pronto para a entrega para uso na Brasilândia.

  • Fotos: Francisco Colloca                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              


Aprender para mudar

Mais de 500 pessoas por ano frequentam cursos profissionalizantes oferecidos pelo GEB na Unidade Dona Aninha. O sonho de tantos brasileiros vem se tonando realidade para jovens e adultos de Vila Brasilândia. Estudo é oportunidade de melhoria de vida para os assistidos. Saiba mais.

Estudar em busca de um emprego melhor, numa atividade para a qual se tenha aptidão, e assim, construir um novo futuro.

Educação para o progresso

O sonho de tantos brasileiros vem se tonando realidade para jovens e adultos de Vila Brasilândia. Eles encontram no Grupo Espírita Batuíra a oportunidade de fazer cursos profissionalizantes de alta qualidade, reconhecimento no mercado e totalmente gratuitos.

Isso é possível graças às parcerias do GEB, na Unidade Dona Aninha, com Senai, SENAC e Green Treinamentos, que oferecem vagas para os cursos de: Informática, Auxiliar de Escritório, Panificação e Confeitaria, Costureira de máquina reta e overloque e Modelista de Roupas.

Ao longo de 2019, cerca de 530 pessoas deverão frequentar as aulas nas diversas turmas, incluindo as do Curso de Gestantes, que esclarece futuras mamães sobre os cuidados com o bebê e com elas próprias durante e após a gravidez. O número supera os do ano passado, segundo Sylvia Bruin, diretora-adjunta de Orientação e Formação da Unidade Dona Aninha.

- Em 2018, 523 pessoas se matricularam, e dessas 416 concluíram os cursos. A procura é grande, e as vagas concorridíssimas. Os cursos são gratuitos, permitindo o acesso a quem certamente não conseguiria pagar. É a oportunidade de estudo e de mudança de vida para essas pessoas, explica Sylvia.

Curso de Padaria e Confeitaria

Edgar Augusto Grama, foto abaixo, de 18, começou em fevereiro o curso de Padaria e Confeitaria. Está adorando:

- Já aprendi a fazer pão ciabata, croissant, baguete recheada e empada. E já testei duas receitas em casa, e deu certo, conta.

Ser padeiro era a vontade de Edgar desde os 15 anos, mas não tinha recursos para aprender a profissão, o que só foi possível agora no GEB:

- Com o que aprendi até agora, já consigo trabalhar numa padaria perto da minha casa à noite. É um bico, mas espero assim que terminar o curso ser empregado com carteira assinada, e em 10 anos, quem sabe, ter meu próprio estabelecimento.

Com o dinheiro que ganha trabalhando, Edgar, que vive com mais dois irmãos, paga as contas de luz e água e compra mantimentos. E assim o futuro padeiro vai ganhando fermento.

 

Mais da metade dos alunos de Padaria e Confeitaria e também de Costura e Modelagem já está conseguindo se inserir no mercado de trabalho mesmo antes do término do curso.

Ponto por ponto

Graças a isso, a vida de Solange Maria dos Santos de Campos, foto ao lado, de 64 anos, está mudando para melhor. Quando criança, aprendeu a costurar, aliás, pensava que tinha. De verdade mesmo, ela aprendeu no Curso de Costureira de Máquina reta e overloque, feito no GEB. Gostou tanto que depois se inscreveu no de Modelista e agora está fazendo a especialização em Modelagem Industrial de Blusas, Saias e Calças.

-Antes de tudo, quero agradecer pela oportunidade de fazer os cursos. Ganho uma pequena aposentadoria, que nem dá para as contas da casa e os remédios que tomo. Mas agora ela está sendo complementada com o dinheiro que consigo ganhar costurando – releva Solange.

Ela abriu um pequeno atelier em casa, e faz roupas sob medida e também consertos em roupas. Solange achou uma linda maneira de retribuir a ajuda que vem recebendo de nossa casa: tornou-se voluntária e costura peças que poderão ser doadas a famílias carentes ou vendidas no Bazar do GEB, localizado na rua Apinagés, em Perdizes.

- Além do que aprendo, faço muitas amizades. Sinto-me bem aqui, sou muito bem tratada e consigo viver um pouco melhor.

Um futuro alfaiate

Marcio Alves da Cruz, 51 anos, sempre viu a mãe costurando, mas nunca soube sequer colocar a linha na agulha. Veio aprender isso e muito mais no nosso curso de Costura. Ele pretende ajudar a esposa, que já costura para clientes em casa e fábricas. Marcio quer se dedicar à confecção de roupas masculinas. 

- A costura me dá lições de vida. Quando a gente erra, não pode querer consertar só um pedaço. O certo é voltar ao princípio e recomeçar a tarefa. Estou muito feliz, estamos numa casa muito séria, que ensina o amor ao próximo. Quero depois ensinar o que estou aprendendo a jovens da comunidade onde moro para que eles tenham novas perspectivas de vida – revela Marcio.

Aí estão histórias, entre tantas outras que mostram a importância do trabalho e das parcerias, que oferecem valiosas chances aos assistidos de reescreverem a própria história, em geral marcada por dificuldades nessa região carente da cidade. A prova de que empenho e auxílio produzem alegrias e esperança.

Em busca do aprimoramento para o mercado de trabalho, dezenas de jovens da região de Vila Brasilândia e seu entorno frequentam o Curso de Informática da Unidade Dona Aninha.

  • Texto: Simone Queiroz
  • Fotos: Francisco Colloca e Ruy Gatto
Conteúdo publicado no Batuíra Jornal nº 134

 

                                                              

Edição eletrônica disponível

Leia nesta edição: mais de 500 pessoas por ano frequentam cursos profissionalizantes oferecidos pelo GEB; público lotou o auditório para os 14 encontros do XIII Ciclo de Palestras Espíritas e aproveitou as promoções da Feira do Livro; prédio novo quase pronto em Vila Brasilândia. Confira estas e outras notícias na edição eletrônica. Faça o download acessando a aba Batuíra Jornal neste site. Saiba mais.

XIII Ciclo de Palestras Espíritas encerrado. Sucesso!

Foram 14 encontros ricos em sabedoria e informação sobre a Doutrina Espírita. Terminou neste domingo (07) o XIII Ciclo de Palestras Espíritas promovido pelo GEB. Marco Antonio Pereira dos Santos, na Unidade Doutrinária Spartaco Ghilardi da Caiubi e Wladisney Lopes, na Unidade Dona Aninha de Brasilândia, encerraram o Ciclo. Saiba Mais.

Encerramento de uma semana dedicada ao estudo da Doutrina Espírita 

Geraldo Ribeiro, Ronaldo Lopes, Leandro Gomes, Sandra Carvalhaes, Rosely Marotta, Marco Antonio e sua esposa Cristina e Tufi Jubran, da esquerda para a direita. O XIII Ciclo de Palestras Espíritas cumpriu com sua tarefa educativa no GEB.

XIII Ciclo de Palestras encerrado. Missão Cumprida. Sucesso!

Com foco na obra de Allan Kardec, a tradicional semana espírita do Grupo Espírita Batuíra reuniu 14 expositores em suas duas unidades: Spartaco Ghilardi (Caiubi) e Dona Aninha (Brasilândia).

Um verdadeiro sucesso, tanto no conteúdo, na organização e em presença de público, que foi maciça todos os dias da semana do Ciclo.

Contamos, ainda, com a colaboração de muitos de nossos frequentadores e amigos para realizar a parte artística que antecedeu cada palestra, harmonizando e equilibrando o nosso ambiente.

Ao Vivo, via Internet

O portal web da Rádio Portal da Luz transmitiu, ao vivo, todas as palestras, tendo alcançado excepcional audiência, quer no Brasil como também no exterior.

 

Unidade Doutrinária Spartaco Ghilardi (Caiubi)

Tufi Jubran, Francisco Colloca, Dr. Marco Antonio (palestrante), Rosely Marotta, Geraldo Ribeiro, Ronaldo Lopes e Elias Soneto compõem a mesa de encerramento do XIII Ciclo de Palestras.

Allan Kardec e a falange do Espírito da Verdade

   

Com o tema Allan Kardec e a falange do Espírito da Verdade, Marco Antonio Pereira dos Santos encerrou o XIII Ciclo de Palestras Espíritas na Unidade Doutrinária Spartaco Ghilardi (Caiubi). Dr. Marco Antonio é conselheiro do GEB, médico pediatra e homeopata e autor do livro O Evangelho da Adoção.

A presença do público foi surpreendente

Durante toda a semana a presença do público foi extraordinária. O auditório ficou totalmente tomado pelos interessados em participar deste Ciclo de Palestra. Neste domingo, não foi diferente. A plateia aplaudiu a apresentação do Dr. Marco Antonio.

Harmonia e Equílibrio

 

 

 

Nesta última apresentação no auditório da Caiubi, a harmonização do ambiente ficou por conta Leandro Gomes e Sandra Carvalhaes, que trouxeram canções para equilibrar e dar maior serenidade ao ambiente.


Unidade Dona Aninha, Vila Brasilândia

Duas palestras foram realizadas nesta Unidade: a de abertura e a de encerramento.

Luiz Mello, diretor da Unidade Dona Aninha, em Brasilândia e Tânia Cavalcante, responsável pelo trabalho doutrinário, abrem o último encontro da XIII Ciclo de Palestras.

Doutrina Espírita – consolando e esclarecendo 

Wladisney Lopes fez a apresentação do tema Doutrina Espírita – consolando e esclarecendo na Brasilândia. O expositor é diretor da União das Sociedades Espíritas - regional de São Paulo. É geólogo. Participa do programa Momento Espírita transmitido pela Rádio Boa Nova. Colabora na Associação Espírita Despertador. É autor do livro infantil A História do Relógio.

Ambiente equilibrado

Coral Interlúdio

O Coral Interlúdio, do GEB, com suas canções afinadíssimas, promoveu a ambientação para a palestra da manhã.

Feira do Livro: Sucesso de Vendas

Da mesma forma que o público prestigiou as palestras do Ciclo, a Feira superou as expectativas com as vendas, contando sempre com pessoas interessadas e ávidas por estudar a Doutrina Espírita. 

  • Fotos: Simone Queiroz e Ruy Gatto
Notícias
Am@r digital 12/10/2019
Suely Caldas Schubert no GEB 12/10/2019
Leia nesta edição 12/10/2019
15 anos do Coral Interlúdio 12/10/2019
17 anos de Lar Transitório 29/08/2019
Terceira Idade aplaude Coral Interlúdio 29/08/2019
Ronda Noturna: amor num café com leite quente 09/08/2019
Visita ao Memorial Spartaco Ghilardi 09/08/2019
Lar Transitório: A volta aos bancos escolares 09/08/2019
Acesse a edição eletrônica 05/08/2019
AGO aprova contas de 2018 19/06/2019
Doações que transformam vidas 11/06/2019
73ª Assembléia Geral Ordinária 10/06/2019
Grupo de estudo: faça sua inscrição 31/05/2019
Está pronto o novo prédio em Brasilândia 29/05/2019
Colabore! 02/05/2019
Brasilândia de cara nova 26/04/2019
Aprender para mudar 17/04/2019
Edição eletrônica disponível 12/04/2019
XIII Ciclo de Palestras Espíritas encerrado. Sucesso! 07/04/2019
Zelo pela Doutrina dos Espíritos 07/04/2019
Do Outro Lado da Vida 05/04/2019
Saúde, Espiritismo e Mediunidade 05/04/2019
Reflexões sobre o Cristianismo e o Espiritismo 04/04/2019
Animais e Física Quântica sob a ótica da Espiritualidade 03/04/2019
Ciclo de Palestras: Amai-vos e Instruí-vos. 02/04/2019
Semana de estudos da Doutrina Espírita no GEB 31/03/2019
Participe! 13/03/2019
Cursos profissionalizantes em Brasilândia 12/03/2019
Inscrições abertas 12/03/2019
Novo prédio na Brasilândia 09/02/2019
Versão eletrônica já disponível neste site 08/02/2019
Educação Espírita Infantojuvenil: Inscrições abertas 24/01/2019
Comemoração dos 55 anos de fundação do GEB 14/01/2019
13 de janeiro de 2019: Palestra comemorativa 28/12/2018
Brasilândia: Cursos profissionalizantes em 2019 12/12/2018
358 famílias atendidas na Distribuição de Natal 10/12/2018
Inscrições Abertas para o Grupo de Estudos 08/12/2018
É domingo a 109ª Distribuição Semestral do GEB 05/12/2018
Emoção no encerramento do ano da Escola de Moral Cristã do GEB 28/11/2018
Colabore! 22/11/2018
Leia a versão eletrônica 22/11/2018
Coral Interlúdio – 14 anos 20/11/2018
Integração de voluntários da Fluidoterapia 13/11/2018
Oficinas de Vida Nova 15/10/2018
Simonetti retornou ao mundo espiritual 04/10/2018
Edição eletrônica 04/10/2018
Wanda retorna à pátria espiritual 04/10/2018
16 Anos. Viva o Lar Transitório! 01/09/2018
Inscrições Abertas. Vagas Limitadas! 30/08/2018
Edição eletrônica 23/07/2018
Grupo de Estudos - Inscrições Abertas 18/07/2018
Obras em Vila Brasilândia avançam! 16/07/2018
Ricardo Bernardes Ferreira retorna ao mundo espiritual 06/07/2018
Copa do Mundo e União dos Povos 27/06/2018
David Rechulsky Berezovsky retornou à pátria espiritual 20/06/2018
Curso de Auxiliar de Escritório 12/06/2018
Cursos de Costureira (o) e Modelista na Brasilândia 12/06/2018
108ª Distribuição Semestral na Brasilândia 11/06/2018
Obras na Unidade Brasilândia 25/05/2018
Encontro de Voluntários da Família Assistida 25/05/2018
Edição eletrônica disponível 25/05/2018
Mostre sua Vontade de Ajudar! 15/05/2018
Sucesso! 09/04/2018
Acesse a versão eletrônica 08/04/2018
De hoje a domingo, reflexões importantes no XII Ciclo de Palestras 04/04/2018
Palestras desta quarta-feira 04/04/2018
XII Ciclo de Palestras 03/04/2018
Participe! 30/03/2018
Nova diretoria do GEB 21/03/2018
Savério Latorre retornou à Pátria Espiritual 16/03/2018
Obras na Brasilândia avançam 13/03/2018
Cursos de Costureira(o) e Modelista na Brasilândia 12/03/2018
Mais de duas centenas de participantes 08/03/2018
Atualidade da casa e reflexões para o futuro 09/02/2018
Creche do GEB recebe material escolar da Prefeitura de São Paulo 07/02/2018
Primeira etapa de trabalho 30/01/2018
Começam as obras em Vila Brasilândia 17/01/2018
54 Anos do GEB 15/01/2018
Edição extra: 40 anos de COEEM 14/12/2017
307 Famílias Atendidas 10/12/2017
COEEM comemora 40 anos 08/12/2017
Criançada da EEIJ da Vila Brasilândia 06/12/2017
Edição Eletrônica 03/12/2017
Inscrições abertas 24/11/2017
Justa homenagem 09/10/2017
Lar Transitório comemora 15 anos 26/09/2017
O assunto é: depressão! 26/09/2017
Dialogando e aprendendo 25/09/2017
Destaques da edição 25/09/2017
Colabore! 20/09/2017
Vídeos das Palestras da Semana Espírita 2017 22/08/2017
Mocidade Espírita convida 11/08/2017
Edição eletrônica 04/08/2017
Nabor retorna à pátria espiritual 10/07/2017
Os números do GEB em 2016 28/06/2017
Doações fazem a diferença 11/06/2017
Edição eletrônica 25/05/2017
Participe! 03/05/2017
Imagens do Ciclo de Palestras 11/04/2017
XI Ciclo de Palestras Espíritas foi um sucesso 09/04/2017
Versão eletrônica disponível neste site 03/04/2017
Começa em Abril! 13/03/2017
160 anos de O Livro dos Espíritos 03/03/2017
53 anos de fundação 14/02/2017
GEB celebra 53 anos de fundação 12/01/2017
Fim do recesso. Retomamos todas as atividades da Casa 19/12/2016
Apresentações de Natal do Coral Interludio 18/12/2016
Distribuição de Natal 11/12/2016
20 Anos de Batuíra Jornal 10/12/2016
Distribuição Semestral acontece neste domingo 07/12/2016
EEIJ: emoção no encerramento do ano letivo de 2016 07/12/2016
Nosso Projeto. Sua Obra 15/11/2016
Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo 15/11/2016
Lar Transitório completa 14 anos de existência 19/10/2016
Para não se esquecer de Yvonne Pereira 19/10/2016
Destaques da edição 18/10/2016
Educação e Amor 18/10/2016
Colabore! 23/09/2016
Yvonne Pereira: uma heroína silenciosa 22/09/2016
Heloisa Pires no GEB 22/09/2016
Maria Pia retornou ao Mundo Espiritual. 25/08/2016
Batuíra Jornal 06/08/2016
Crianças da EEIJ visitam o Memorial Spartaco Ghilardi 26/06/2016
15 toneladas de alimentos são entregues aos assistidos do GEB na Brasilândia 12/06/2016
Memorial Spartaco Ghilardi: justa homenagem 25/05/2016
Nova edição do Batuíra Jornal 25/05/2016
45 anos distribuindo amor e caridade 10/05/2016
O Livro dos Médiuns – Inscrição Aberta 08/05/2016
104ª Distribuição Semestral: Expresse sua solidariedade! 01/05/2016
Gripe H1N1 - Previna-se! E evite a propagação da doença. 01/05/2016
Semeando amor e solidariedade! 10/04/2016
Ciclo de Palestras foi um sucesso. 10/04/2016
Edição eletrônica do Batuíra Jornal 08/04/2016
Além das fronteiras da Brasilândia 08/04/2016
Batuíra Jornal: edição eletrônica 10/02/2016
Unidade Brasilândia: encontros preparatórios para entrevista de emprego 28/01/2016
52 anos de atividades permanentes 11/01/2016
103ª Distribuição Semestral: Natal solidário para 344 famílias assistidas. 13/12/2015
Entrevistas para o Curso Básico de Espiritismo 29/11/2015
Edição eletrônica do Batuíra Jornal 25/11/2015
Participe da 103ª Distribuição de Natal na Brasilândia 15/11/2015
Grupo de Estudos A Gênese: Inscrições abertas 15/11/2015
Em uma tarde especial, Festiva faz sucesso! 05/10/2015
GEB publica Folder com novo modelo de gestão. 16/09/2015
Inscrições abertas para o grupo de estudos do livro O Céu e o Inferno 15/09/2015
Mutirão Jurídico na Brasilândia: Acesso à Justiça e Novos Voluntários. 11/09/2015
Reserve sua agenda: Domingo, 04 de Outubro, das 13 às 17 horas. 02/09/2015
Lar Transitório Batuíra: 13 anos de contínuo trabalho 31/08/2015
A celebração dos 150 anos da obra O Céu e o Inferno 27/08/2015
Batuíra Jornal de julho/agosto: Leia a versão eletrônica 18/08/2015
GEB realiza primeiro atendimento jurídico-fraterno externo 03/08/2015
Distribuição Semestral: Acolhimento e Amor ao Próximo. 23/06/2015
Unidade da Brasilândia recebe alunos do Curso Básico de Espiritismo 22/06/2015
Alimentos, roupas, cobertores e calçados para os assistidos do GEB em Vila Brasilândia. 14/06/2015
Novos grupos de estudos do livro "O Evangelho Segundo Espiritismo" 17/05/2015
Dentistas orientam crianças para adequada escovação de dentes 13/04/2015
Curso de Auxiliar de Escritório na Unidade Brasilândia 24/03/2015
Grupo de Estudos de O Livro dos Médiuns: Entrevistas 19/03/2015
Novos dirigentes do GEB para o triênio 2015/2018 18/03/2015
Curso de Teatro: Grupo Brasa Meninos de Brasilândia 02/03/2015
GEB recebe doação da SODEXO na campanha para o Dia Mundial da Alimentação 04/02/2015
Livro retrata a história do Grupo Espírita Batuíra 02/02/2015
Marlene Nobre retornou à pátria espiritual 05/01/2015
50 anos de estudo de O Livro dos Espíritos 22/12/2014
Distribuição de Natal: 309 famílias - 1893 pessoas atendidas. 14/12/2014
Assistidos do GEB recebem nova doação da Sodexo. 12/12/2014
101ª Distribuição Semestral: Ação de Natal Entre Amigos 10/11/2014
Curso de Iniciação à Informática é inaugurado em Vila Brasilândia 07/11/2014
Livro GEB 50 Anos de Mais Luz e concerto sinfônico no Theatro São Pedro 13/10/2014
Lar transitório completa 12 anos 26/09/2014
Unidade Brasilândia inaugura Dispensário de Medicamentos 26/09/2014
Assistidos aplaudem Mutirão de Orientação Jurídico na Brasilândia 26/09/2014
EEIJ: Crianças florescendo na escola presente 19/08/2014
Intercâmbio entre Casas Espíritas: Káritas e Batuíra se ajudam mutuamente. 04/08/2014
Doe Leite em Pó. As crianças da Brasilândia agradecem! 30/07/2014
Cursos profissionalizantes na Unidade da Brasilândia 08/07/2014
Inscrições abertas para o Curso de Informática e Auxiliar de Escritório na Unidade Brasilândia 03/07/2014
100ª Distribuição Semestral 08/06/2014
Centenário de nascimento de Spartaco Ghilardi 05/05/2014
A Água Pede Ajuda! 24/03/2014
Curso de Auxiliar de Escritório na Brasilândia 23/03/2014
GEB se confraterniza com casas espíritas vizinhas, em comemoração ao seu 50º aniversário de fundação. 05/02/2014
Inscrições abertas para curso de Educação Espírita Infantojuvenil 27/01/2014
GEB comemora 50 anos de fundação. 05/01/2014
Distribuição de Natal atendeu 301 famílias em Vila Brasilândia 09/12/2013
Cursos profissionalizantes da Brasilândia empregam 68% dos participantes. 19/11/2013
Festiva foi um sucesso! 07/10/2013
Mutirão Cidadão orientou comunidade na Unidade Brasilândia 02/08/2013
Batuíra Jornal Edição 100: Hora da Retrospectiva 31/07/2013
Therezinha Oliveira retornou ao Mundo Espiritual 29/07/2013
Festiva 2013: festa de congraçamento do GEB 26/07/2013
98ª Distribuição Semestral: nove toneladas de alimentos e quase 25 mil peças de roupas entregues. 10/06/2013
Cursos profissionalizantes gratuitos de modelagem industrial de blusas e costureira(o) na Unidade da Brasilândia. 10/06/2013
Curso gratuito para formação de auxiliar de escritório 10/06/2013
Mocidade comemora 40 anos de existência 10/06/2013
Doação online para a campanha Coração Solidário 24/05/2013
Doe cobertores e alimentos para 98º Distribuição Semestral 10/05/2013
Zita Ghilardi retornou à pátria espiritual 06/05/2013
Estudo do livro O Evangelho Segundo Espiritismo: inscrições abertas. 10/04/2013
Ciclo de Palestras Espíritas 04/04/2013
Mais uma Distribuição Semestral 04/04/2013
Palestras na Brasilândia 01/03/2013
Apolo Oliva Filho retorna à Pátria Espiritual 19/02/2013
Corte e Costura promove integração 08/02/2013
GEB: 49 anos de fidelidade à Doutrina Espírita 09/01/2013
Fim do ano de 2012 no GEB 28/11/2012
Notícias - Mais…